Translate

lunes, 20 de mayo de 2013


http://www.acobrasil.org.br/site/portugues/index.asp

Notícias do Setor

Produção de aço do país ainda em retração
Diário do Comércio (MG) | 20/05/2013

voltar
Embora a produção nacional de aço bruto tenha aumentado 10,6% em abril em relação ao mês imediatamente anterior, passando de 2,629 milhões de toneladas para 2,894 milhões de toneladas, o volume caiu 1,6% na comparação com igual mês do exercício anterior. No quarto mês de 2012 o total fabricado chegou a 2,965 milhões de toneladas. O balanço do setor siderúrgico foi divulgado na sexta-feira pelo Instituto Aço Brasil (IABr).

Com esse resultado, a produção acumulada em 2013 totalizou 11,31 milhões de toneladas de aço bruto, volume 3,6% inferior aos 11,737 milhões de toneladas registrados no período de janeiro a abril do ano anterior.

No mês, de acordo com o IABr, a maior queda ocorreu na produção de placas (- 39,1%), que passou de 635,2 mil toneladas em abril do ano passado, para 386,8 mil toneladas em igual mês deste ano. Já no acumulado de janeiro a abril deste exercício, o recuo foi de 29%, tendo os volumes sido de 2,258 milhões de toneladas e de 1,604 milhões de toneladas de um ano para outro.

No que se refere à fabricação de aços laminados, o resultado foi positivo no quarto mês de 2013 frente a abril de 2012. Houve incremento de 3,3% na produção. Ainda assim, o resultado não foi suficiente para elevar o nível de comparação entre os quadrimestres, quando houve estabilidade (0,1%) entre os exercícios. No período de janeiro a abril de 2012 a produção atingiu 8,453 milhões de toneladas e na mesma época deste ano foi de 8,443 milhões de toneladas.

Planos - A laminação de planos, amplamente utilizada por segmentos industriais, como, por exemplo, a indústria automotiva e de bens de capital, totalizou 4,906 milhões de toneladas nos primeiros quatro meses deste ano. O volume foi 1,8% superior ao verificado em igual intervalo do exercício passado, quando alcançou 4,822 milhões de toneladas. Na comparação mensal o incremento foi de 4,1%.

A produção de aços longos, impulsionada pela construção civil, aumentou 2,3% na mesma base de comparação. Porém, no acumulado deste exercício houve retração. As siderúrgicas produziram 3,536 milhões de toneladas entre janeiro e abril, contra 3,631 milhões de toneladas no acumulado de quatro meses do ano passado, o que equivale a um recuo de 2,6%.

Já o segmento de semiacabados (placas, lingotes, blocos e tarugos), com menor valor agregado e, em grande parte, voltado para as exportações, foram observadas quedas nas duas bases de comparações. No mês o recuo foi de 36,2% e no acumulado do ano de 27,8%.

Mesmo com o arrefecimento da economia brasileira no início deste ano, o consumo aparente, que compreende as vendas internas das usinas e as importações, em abril foi de 2,3 milhões de toneladas, totalizando 8,5 milhões de toneladas em 2013. Esses valores representaram alta de 7,8% e 0,7%, respectivamente, em relação aos mesmos períodos do ano anterior.

Nas importações, registrou-se em abril o volume de 330 mil toneladas (US$ 371 milhões) totalizando, desse modo, 1,2 milhão de toneladas de produtos siderúrgicos importados no ano, redução de 10,7% em relação ao mesmo período de 2012.

As exportações de produtos siderúrgicos em abril de 2013 atingiram 817 mil toneladas no valor de US$ 540 milhões. Com esse resultado, as exportações em 2013 totalizaram 3,3 milhões de toneladas e US$ 2,1 bilhões, representando declínio de 3,7% em volume e de 13,2% em valor, quando comparados ao mesmo período do ano anterior.

Venezuela entre los más afectados por las importaciones del acero chino

http://www.notitarde.com/Economia/Venezuela-entre-los-mas-afectados-por-las-importaciones-del-acero-chino/2013/05/08/184423
Situación del Acero en Colombia

https://www.sectorial.co/index.php?option=com_content&view=article&id=3305:sector-acero-colombiano-principal-amenaza-china&catid=40:informes-especiales&Itemid=208